Aqui tem

Ju Sobral

Blog com informações, dicas e atualidades sobre a dança do ventre, Voltado para alunas, profissionais e curiosos

Monday, May 23, 2011

A Fábula da Macaca

Dona Macaca não se chamava Macaca. Ela se chamava Anta.
Dona Anta era uma pessoa tímida, reservada e só queria ficar quieta em seu canto comendo e observando. Sofria bulying dos outros animais, vivia triste e cansada, achando que nunca daria certo na vida.
Mas como todo bom animal que se preze, cansou de ficar nessa vida de mero espectador e resolveu virar o jogo. "Chega de sofrer! Chega de ser "zoada" e maltratada! Agora vai ser minha vez!"
Muito animada e entusiasmada lá se foi a Dona Anta correr atrás de seu prejuízo. Passou então a conviver com o Rei Leão.
Poderoso e muito respeitado, foi ele quem mostrou a ela todos os outros animais, seus modos e costumes, como viviam, o que vestiam, onde passeavam, etc. Ela gostou, lógico.
Era um outro mundo, diferente daquele que ela estava acostumada, lamacento e mal cheiroso. Esse era um mundo onde todos tinham status de mestres e cada um tinha seu espaço respeitado.
Um dia, Rei Leão apresentou a Dona Anta a Madame Gata. Ah que linda, esbelta, ela flutuava enquanto andava. Tudo nela era perfeito, nem precisava se esforçar muito. Dona Anta ficou maravilhada com tanta beleza.
A partir de então, Dona Anta começou a conhecer os outros: O Sr Tigre-Branco, o Mister Pavão, Miss Girafa, e todos os demais.
Sua admiração foi crescendo a cada dia por esses seres. Passou a frequentar o mesmo habitat, comer as mesmas comidas, dormir nos mesmos horários, uma loucura. Era como se estivesse começando a viver naquele momento, como se seu passado não existisse. Pois é....
Por conta disso, um belo dia se esqueceu quem era. Não se lembrava seu nome, não sabia de onde vinha, nem para onde ia. Só conhecia aquele mundo novo e seus  novos "amigos".
"O que vou fazer????", pensou. Resolveu pedir ajuda ao Mestre Urso e foi então que ele lhe disse:
"Você tem frequentado nossas "rodas" com muito entusiasmo e assiduamente. Manifesta-se de maneira ruidosa quando um de nós fazemos o menor sinal ou gesto. Está sempre "pendurada" em um de nós. Lembrei-me agora de um antigo amigo meu que demonstrava seu amor da mesma forma e sugiro então que se chame como ele: Macaco. No seu caso será Dona Macaca, sobrenome Auditório".
E foi assim que Dona Anta se tornou Dona Macaca de Auditório, cuja vida é perseguir outros animais, sem se preocupar quem foi um dia; sem se preocupar com sua personalidade. Ela não sofre mais bullying, em compensação, será uma sombra daqueles que admira. Nunca será um deles e não se importa, desde que fique com eles.
Pergunta: adiantou Dona Anta se tornar Dona Macaca?

1 comment:

Nar said...

Muito Bom Ju! adorei e acho até que entendi (:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...